Notícias em destaque

CFB trabalha na recuperação da via acidentada

CFB trabalha na recuperação da via acidentada

O excesso de velocidade esteve na base do acidente que causou o descarrilamento do comboio com combustível e cimento, ocorrido neste sábado no município de Camacupa, província do Bié.

 

A informação foi avançada ontem pelo vice-governador para a Área Técnica e Infra-estruturas, José Fernando Tchatuvela, que acompanha os trabalhos dos técnicos que trabalham no local para a remoção dos 14 vagões que a locomotiva transportava, com gasóleo e gasolina refinados, e recuperação da linha férrea, interdita desde o dia do acidente.

José Fernando Tchatuvela disse ter faltado cautela por parte do maquinista em serviço ao aproximar-se de uma curva perigosa, perto da aldeia de Santo Biangue.
O vice-governador pediu mais responsabilidade por parte de todos os condutores rodoviários e maquinistas ferroviários de forma a evitar acidentes e salvaguardar vidas humanas e mercadorias.

Para a recuperação da linha férrea, José Fernando Tchatuvela informou que já estão no local gruas e outros equipamentos que vão acelerar a conclusão dos trabalhos para abertura da circulação ferroviária no troço Cuito-Luena, antes de duas semanas inicialmente previstas.

José Fernando Chatuvela informou que estão fora de perigo os dois técnicos dos Caminhos-de-Ferro de Benguela, bem como os dois oficiais da Polícia Nacional que acompanhavam a locomotiva e tiveram ferimentos ligeiros. "Eles foram prontamente atendidos no hospital local de Camacupa e estão completamente fora de perigo", assegurou o vice-governador.

O descarrilamento do comboio ocorreu numa área desabitada e de difícil acesso. Para evitar outros transtornos, as autoridades policiais e de protecção civil montaram um perímetro de segurança no local, onde também está um equipa da Sonangol para avaliar os danos e orientar o início das operações de transferência dos combustíveis para camiões-cisternas.

Com esta acção, a Sonangol pretende iniciar o mais depressa possível o transporte rodoviário de combustíveis, a fim de reduzir ao mínimo os inconvenientes que possam advir para os consumidores da província do Moxico. Grande parte do combustível para as províncias do Bié e Moxico é transportada pelos comboios do CFB.
Fonte Jornal de Angola

  • Eventos no CIAM - Clique aqui
  • Debates no CIAM - Clique aqui
  • Exposições no CIAM - Clique Aqui
  • Conferências no CIAM - Clique aqui

Anuncie aqui

Copyright © 2012 CIAM - Centro de Imprensa Aníbal de Melo
Powered by 7App.pt 

Google+

Google+